Resgate Veicular: você sabe o que significa?

Resgate Veicular: você sabe o que significa?

O resgate veicular, consiste em transportar pessoas que sofreram acidente, precisa ser realizado por uma equipe capacitada em resgate conhecido como Corpo de bombeiro, os famososAnjos do asfalto

Esse transporte efetuado de maneira imprópria pode acarretar uma série de quesitos como sequelas irreversíveis, lesões para quem sofreu o acidente.

O acidentado somente deverá ser transportado por técnicos e meios, por exemplo, na circunstância onde não é possível dispor de uma equipe capacitada para o socorro. 

Além disso, é necessário utilizar equipamentos de resgate veicular, como capacete para resgate veicular e luva de resgate veicular.  

Como funciona?

Supondo que acontece uma colisão entre veículos que além de danificá-los, gerou em vítimas que ficaram presas nas ferragens. 

Desse modo, entra em atividade veicular. O nome pode remeter ao veículo que será resgatado, mas a verdade é que os passageiros serão resgatados nesta ação. 

É fundamental determinar as diferenças. O resgate é transferência de uma pessoa de um local que lhe oferece perigo. A remoção ou transporte da vítima é a ação tomada depois do resgate. 

O transporte se realiza com o acompanhamento da vítima para um local onde possa ser atendida com tranquilidade e segurança. 

O transporte traz sempre o perigo de agravamento da lesão.

Por este motivo não remova uma pessoa acidentada ao menos que esteja correndo risco imediato ou que precise de proteção durante a espera do socorro médico. 

Você pode colocar em perigo sua própria segurança ao transferir uma vítima de acidente. Aliás, para resgatá-la o indivíduo deve realizar um curso de resgate veicular. 

Como chamar?

Chame um socorro profissional o mais breve possível, pois quanto mais antecipadamente melhor para os acidentados através um veículo de resgate veicular

Hoje no Brasil dispomos de variados serviços de emergência. Como as unidades de resgate, pertencentes ao Corpo De Bombeiros, os serviços das próprias rodovias ou até mesmo os tipos de socorro, atendem as ocorrências são chamados por telefone.

No local do corrico, depois de uma avaliação primária os acidentados são atendidos emergencialmente, desta forma, em seguida possam ser conduzidos aos hospitais. Estes serviços são gratuitos que têm, geralmente, números de telefone em padrão em todo o país. 

Portanto, você  pode acionar o resgate veicular com o auxílio do seu celular ou até mesmo de outra pessoa. Também é possível usar telefones públicos, como o de rodoviárias.

Se por acaso não quiser se afastar da vítima peça a alguém que esteja presente no caso para se dirigir a um telefone ou posto rodoviário e solicite rapidamente o pronto-socorro. 

Telefone de emergência mais comuns:

  • Resgate do Corpo de Bombeiros — 193 
  • SAMU — 192 
  • Polícia Militar — 190 
  • Polícia Rodoviária Federal — 191 

O método de solicitar o socorro via telefone pode assegurar melhor qualidade no atendimento. Os atendentes do chamado socorro vão conduzir um breve questionário.

As perguntas são voltadas para orientar a equipe, com informações que vão auxiliar a prestar socorro apropriado e eficaz. Na medida do possível, para solicitar o socorro tenha respostas para as perguntas:

  • Categoria do acidente;
  • Local do ocorrido, rua, número;
  • Quantidade aproximada de vítimas;
  • Pessoas presa nas ferragens:
  • Caminhão ou ônibus envolvidos;
  • Vazamento de produtos químicos ou combustível;

Quais serviços são prestados entre outros? 

As técnicas de resgate veicular engloba muita coisa, como:

  • Recuperação ou manutenção das funções respiratória e circulatória;
  • Examine a existência e gravidade de lesões;
  • Controlar de hemorragia;
  • Prevenir  e controlar o estado de choque;
  • Imobilização dos pontos de fratura, luxação ou entorse. 

Além disso:

  • Orientar o motorista para evitar freadas bruscas e manobras que provoquem balanço no veículo;
  • Garantir o bem-estar e segurança do acidentado no veículo transportador;
  • Sempre que possível anotar e registrar  todos os sinais e sintomas e observar  a assistência prestada. Estas informações devem acompanhar o acidentado, mesmo na ausência de quem o socorreu, e podem ser de grande beneficiamento  no atendimento socorrista;
  • Métodos de Transporte uma pessoa apenas no apoio do socorro.

Assuntos sobre resgate veicular

O transporte do acidentado deve ser realizado apenas em cima de uma maca ou outra superfície dura com exemplo: tábua larga, banco traseiro, etc.

Podendo improvisar com ajuda de terceiros como; cobertores, cadeiras, , portas ou algum material que esteja à disposição.  

Pouquíssimas vítimas podem ser transportadas nos automóveis. Isso porque mesmo circunstâncias de urgência o modo de acomodá-los pode ser ainda mais prejudicial. 

Existem casos, mas onde o automóvel é a única forma de condução à mão. Caso o carro tenha quatro portas, a vítima com fratura ou ferida nos membros inferiores pode ser transportada sentada no banco de trás, desde que o condutor dirija com cautela evitando bruscas freadas e solavancos.

Em acidente com lesão na parte da cabeça, precisa ser deitado no banco de trás com as pernas encolhidas. Se o acidentado precisar viajar em posição reta, coloque a maca com a parte da cabeça sobre o banco traseiro e a outra parte no banco dianteiro dobrado, caso ele seja reclinável. 

Mantenha a vítima na mesma altura, o quanto possível, se houver necessidade coloque antes a maca e depois o acidentado. 

Agora você já sabe tudo sobre resgate veicular! Continue acompanhando o blog da Resgatécnica para estar a par das novidades!