Saiba porque o treinamento de simulação de incêndio é importante

Saiba porque o treinamento de simulação de incêndio é importante

O treinamento e simulação de incêndios são estratégias essenciais para garantir a segurança de seus funcionarios caso ocorram acidentes no local de trabalho. Ou seja, deixá-los conscientes do que um incêndio acidental pode provocar seja situação leves ou pesadas. Algumas horas de atividade dessa categoria podem modificar totalmente a atenção à segurança do local.

Vale ressaltar que estamos falando também de um processo obrigatório por lei, quando trata-se de um local público onde haja uma considerável circulação de pessoas. 

Para que você entenda melhor todos os detalhes de todo procedimento continue a leitura deste conteúdo.

O que significa treinamento e simulação de emergência na empresa? 

Significa um simulado de prevenção e combate ao incêndio que representa uma forma circunstancial de risco na empresa,  preparando todos os funcionários através de passos que precisam ser seguidos numa situação real.

Todos os passos apresentados pelos responsáveis pela segurança do edifício precisam usar saídas de emergência e ferramentas de segurança à disposição, examinando funcionalidades e utilidades.

Para os voluntários, também é primordial compreender quais são os conceitos fundamentais da terminologia usada para o tratamento do tema.

A importância da simulação de incêndio em indústrias

Os simulados de incêndios são treinamentos importantes porque eles previnem riscos, evitando que ocorram danos em determinados espaços. 

Praticar o que foi aprendido é a melhor forma de manter a ordem, diminuindo prejuízos em potenciais acidentes. Desse modo, todos os indivíduos que se encontram e transitam no local devem ser treinados. 

Isso porque, caso realmente aconteça alguma ameaça de incêndio, as pessoas precisam saber como agir, excluindo chances de desespero ou falta de informações.

Isso porque o maior intuito dos simulados e treinamento de incêndio é resguardar a vida de cada um.

Como consigo fazer uma simulação? 

Existem variadas legislações que proporcionam sobre a realização de simulações de um modo específico, para possuírem realidades estaduais, como por exemplo a instrução técnica 16 de 2011  emitida pelo corpo de bombeiro de São Paulo.

A Abnt NBR 15.219/2005 é uma lei aplicada em todo território nacional. Além do mais, ela é usada e de uma maneira de preencher todos os espaços existentes nas orientações estaduais.

O texto possui exigências mínimas para criação, realização e manutenção, examinar plantas medicinais contra o incêndio. Entre elas estão:

A precisão da divulgação

Antes de tudo você precisa informar todas as pessoas que estiverem no local quanto a presença da prevenção de incêndio simulado. Em seguida, é necessário espalhar uma  manual  simples de como se comportar durante a execução.

Em relação aos visitantes que não acessam o estabelecimento diariamente, o projeto precisa ser notificado através de  panfletos,  vídeos, entre outros meios de comunicação.

Tempo em que precisa ser realizados

De forma geral, não há um prazo máximo para realização de simulados e treinamento de incêndio. Isso porque ele pode alternar  conforme a parcialidade do treinamento e intensidade do risco simulado, sendo alto, médio ou baixo. 

Contudo, é possível informar que para risco médio ou baixo o tempo determinado é de seis meses para simulados parciais e 12 meses para completos.

Por outro lado, em risco alto, o tempo determinado é de três meses para o espaciais e seis para os completos.

Processos básicos

Existe uma cama de etapas que devem ser seguidas ao realizar um simulado. Confira, em ordem lógica e fácil de seguir:

  • Avise a todos os indivíduos  do local, acionando sinalizadores;
  • Verifique cautelosamente a situação;
  • Siga os passos descritos no manual;
  • Acione imediatamente o corpo de bombeiros e polícia militar;
  • Preenche os primeiros socorros básicos até a chegada de um especialista em possíveis vítimas;
  • Retire todas as fontes de energias  e válvulas de tubulação e gás;
  • Se retire do local juntamente com todas as vítimas presentes;
  • Isole a área, garantindo que ninguém entre no local;
  • Se possível, combata o incêndio através de equipamentos como extintores.

Agora você já sabe a importância da simulação de incêndio em indústrias e que realizar o procedimento não é nada fácil, compartilhe esse post para informar mais pessoas!